segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Censura? Eu chamo-lhe outra coisa...

Ok. A Guedes foi-se (estou a conter a minha alegria).
Rejubilemos.
Rejubilemos.
Aleluia.
Aleluia.

Manuela Moura Guedes foi calada pela Prisa, cancelando o seu jornal (viva, viva, rejubilemos). Agora passámos de um país com mau jornalismo para outro com jornalismo-um-pouco-melhor (sim, porque ainda há os "jornalistas" do Correio Da Manhã, ou do 24 horas...).
Mas, com tudo isto, aparece uma polémica de o Sócrates ter metido o nariz nisto.
SE meteu: tem o meu voto.
SE não: ver alínea acima.

Ataque à liberdade de imprensa? Nope. Eu chamo-lhe defesa dessa liberdade, porque o que a Guedes fazia não era jornalismo, e expulsá-la só fez bem à comunicação social.
Censura? Nope. Eu chamo-lhe "Oportunidade-da-oposição-atacar-sem-qualquer-tipo-de-provas-concretas-e-com-o-timing-certo". Estamos perto das eleições, logo todas as coincidências e outras coisas do género têm de ser aproveitadas para ganhar uns votos.
Se for verdade que ele meteu o nariz, talvez não devia. Mas eu ficaria feliz se tivesse sido ele.

O ponto importante de tudo isto é que a Guedes foi-se. Pode ter sido por vontade própria, suborno, chantagem, obrigação por motivos maiores... mas ela foi-se.
E volto a dizer: expulsar a Guedes não é atentado à liberdade nem é censura. É dignificar e limpar o jornalismo português.


1 comentário:

  1. Há outras considerações que têm sido escamoteadas pelos seus colegas nojentos. Muitas delas foram referidas nestes posts:

    http://mais-mentiras.blogspot.com/2009/09/demissoes-na-tvi.html

    http://mais-mentiras.blogspot.com/2009/09/demissoes-na-tvi-continuacao.html

    http://mais-mentiras.blogspot.com/2009/09/jose-niza-sobre-o-caso-mmg-tvi.html

    ResponderEliminar